Entrevista com Rafael Ivanisk |CEO da Natural One

Entrevista com Rafael Ivanisk |CEO da Natural One

 

 

Marcelo Ribeiro entrevistou Rafael Ivanisk, CEO da Natural One.

Quem é Rafael neste momento?

Primeiro que eu sou o Rafa, sou uma pessoa bastante feliz, tranquolo, alto astral. Adoro me relacionar com pessoas, esportes, amo falar. Sou de bem com a vida.

Você assumiu essa posição de CEO em 2017, você tinha uma carreira em grandes industrias e foi CEO de outras empresas. Porque você decidiu começar a empreender,entrar na sociedade e estar nessa cadeira de CEO.

Rafael: Eu estava no mundo corporativo há 22 anos, trabalhei em duas empresas apenas. Era CEO de uma empresa de 19 bilhões de faturamento, 15 mil pessoas embaixo de mim. Eu pedi demissão por uma unica razão. Eu não queria mais aquilo. Eu não estava feliz. Foi engraçado porque minha familia, meus amigos não entenderam meu movimento.

Eu vi que eu precisava uma coisa diferente que eu estava fazendo la. Eu não sabia o que era. Mas sabia que era hora de mudar.

Que sinais você ia tendo que te mostrava que essa história estava acabando

Rafa: nos últimos anos eu estava me sentindo preso, enclausurado. Precisava de liberdade, autonomia. O mundo corporativo é um mundo muito técnico, muito competitivo e você acaba não exercendo seu verdadeiro eu. Era isso que me incomodava.

Na parte de humanização, eu sentia muita falta. Então foram sinais que eu comecei a me questionar e que culminou com a minha saída.

Quando eu saí, eu não tinha nenhuma ideia do que eu queria fazer da minha vida, e a coisa mais legal para mim foi passar um tempo sem fazer nada. Eu fiquei 5 meses efetivamente refletindo, conheci um monte de gente, viajei, eu brinco que eu fiz um detox do mundo corporativo.

Isso foi muito importante para minha tomada de decisão, porque você sempre começa entendendo o que você não quer fazer. E eu queria participar de um negócio, de um projeto que eu pudesse entregar para o meu filho e que ele comendo ou bebendo aquele alimento ia ser de verdade. E nesse momento eu encontrei a Natural One.

Como o seu propósito pessoal se encontrou com o propósito da Natural One?

Rafa: Foram 2 coisas importantes. A primeira foi o fundador da Natural One. Eu pensei que eu queria me juntar com pessoas que queiram fazer o mesmo que eu quero fazer. Que queiram gerar o mesmo impacto e acreditam no mesmo que eu acredito. E eu e o fundador da Natural One queremos fazer a mesma coisa, nós temos a mesma cabeça.

A segunda coisa é efetivamente causar uma disrupção em uma categoria de suco antiga, velha e você transformar aquela realidade para entregar um suco de muita qualidade com preço acessível.

A gente queria democratizar o bom.

A inovação no mercado de alimentos e bebidas nos últimos anos, no Brasil e no mundo foi para o uma inovação “mal” digamos assim.

Os alimentos foram piorando de qualidade porque as empresas queriam ter preços mais competitivos e custos menores. Nós fomos para o extremo oposto disso. Eu diria que essas duas coisas foi o que mais me motivou para ir para a Natural One.

Como é que vc sente que esse propósito é vivido e sentido por todos os colaboradores?

Rafa: Aqui na Natural One você ve efetivamente que está todo mundo trabalho, seja de qualquer areas, eles vendem porque eles acreditam no produto. Qiandp vc junta um coneceito e acrevita nele, vc consegue romper todas as barreiras.. Esse sentimento coletivo que você está fazendo um negovio transgormaç~cioal,

Não é um empreso só, ele ta la para mellhorar a queliadeda do consumo da população brasileiro.

Eu acredito muito no sonho. Todas as empresas tem que ter um sonho.