Imagem padrão

Ney Silva

Sua realidade é fruto da lente que você usa para vê-la

Sua realidade é fruto da lente que você usa para vê-la Outro dia lembrei-me de uma história onde um amante da natureza, que adorava fazer caminhadas por trilhas, conseguiu chegar ao topo de uma montanha num dia lindo. Deste ponto, conseguiu ver o vale verdejante por muitos e muitos quilômetros. Naquele dia ensolarado, depois de horas de esforço, sentia-se profundamente conectado à natureza e ao Divino. Nunca havia encontrado tamanha paz e unidade com o Universo. Viveu o sentimento de estar no Paraíso. De repente, ouviu um barulho diferente, que lhe lembrou o rugido de um felino. Que animal poderia estar…

Quer construir um time efetivo? Invista na vulnerabilidade

Quer construir um time efetivo? Invista na vulnerabilidade A palavra vulnerabilidade pode nos remeter a uma ideia de fraqueza, algo que deve ser evitado. Este artigo trata de um outro conceito de vulnerabilidade: o de ter a coragem de se expor, de revelar suas debilidades, o que você não sabe, sentimentos profundos, sem ter a certeza de como serão as reações de seus interlocutores. Se o título deste artigo relacionasse efetividade de times a confiança entre seus membros provavelmente não causaria estranheza. Mas vulnerabilidade? Pois bem, a vulnerabilidade precede a confiança. É uma condição para que a confiança se estabeleça.…

“O fator que mais tem impacto na felicidade da pessoa no trabalho é a cultura da empresa”

Corall entrevista Luciana Caletti e Dave Curran, da Love Mondays “A decisão sobre nossa carreira é uma das coisas mais importantes da nossa vida. Afinal, nosso trabalho é onde vamos passar a maior parte do nosso tempo” Quando você está em busca de trabalho em uma empresa, não seria importante ter acesso a informações dos próprios funcionários sobre como é realmente trabalhar naquele ambiente? Foi pensando em resolver esse problema que a brasileira Luciana Caletti, CEO, o irlandês Dave Curran, CFO, e seu compatriota Shane O’Grady, CTO, fundaram o Love Mondays. Com mais de 350 mil avaliações no Brasil, o conteúdo é…

É possível uma organização existir sem chefes?

Esta questão aparece frequentemente nas interações com clientes em busca de organizações mais ágeis e atrativas para jovens. Quais as possíveis respostas? Esta pergunta tem aparecido com muita frequência nas interações que tenho com clientes em busca de organizações mais ágeis e que sejam atrativas para os jovens, cada vez mais exigentes em relação à qualidade do ambiente de trabalho e à cultura organizacional. Em entrevista recente que realizei com os fundadores do Love Mondays, empresa que registra comentários e avaliações espontâneas dos funcionários sobre suas organizações (são mais de 350 mil avaliações no Brasil até agora), “o fator que…

Uma máquina pode produzir Arte?

Imagine a seguinte cena: você está diante de uma grande tela, como uma TV de 70 polegadas. No momento inicial surge a imagem de uma pintura abstrata. Depois de alguns segundos a imagem muda e, como sua expressão facial está sendo observada e analisada, é possível saber se a nova imagem agradou mais ou menos, e com isto, depois de algumas interações, o programa que está por trás desta análise já tem boas pistas do que mais lhe agrada. Com isto, as imagens com combinações de formas e cores estão cada vez mais interessantes para você. Ao final de muitas…

A Inteligência Artificial substituirá o seu trabalho?

90% das posições de advogados nos Estados Unidos vão se tornar obsoletas nos próximos anos devido ao crescente uso de sistemas inteligentes, baseados em inteligência artificial. De uma forma simplificada, inteligência artificial (IA) é um ramo da ciência da computação que estuda como fazer os computadores realizarem coisas que, atualmente, os humanos fazem melhor. A notícia do primeiro parágrafo circulou recentemente na internet e em redes de WhatsApp e no mínimo deixaria muitos advogados apreensivos. 90% pode parecer um número exagerado, mas um outro estudo, publicado pela consultoria Deloitte em 2016, afirma que reformas profundas ocorrerão na próxima década, e…

Uma abordagem chave para melhorar suas relações

“O que você vai fazer para eles se entenderem? ” Esta foi a pergunta que me fizeram há algumas semanas quando me preparava para facilitar um workshop em que representantes de uma equipe se encontrariam para discutir temas importantes para a evolução de sua organização. Dois destes representantes tinham um histórico recorrente de desentendimentos e polarizações de ideias. De fato, nem eu nem ninguém poderia garantir que os dois se “entenderiam”. O que estava no meu alcance era o de fazer um bom desenho para uma experiência coletiva positiva e ajudar a criar o “campo” para que as pessoas saíssem…