Alessandro Gruber

Como fazer boas escolhas e tomar decisões em situações complexas

Como fazer boas escolhas e tomar decisões em situações complexas Uma situação complexa se caracteriza por ter infinitas variáveis com infinitas conexões entre elas. Vem da palavra complexus, que significa o que está tecido junto. E o que está tecido junto? Praticamente, tudo. Hoje quero ser rápido e focado para compartilhar 4 preciosos conselhos para quem já percebeu que, diante de situações complexas, usar os princípios e metodologias que aprendemos nas escolas de administração ou de gestão não têm sido muito eficientes para fazer boas escolhas ou tomar decisões estratégicas. (Como me proponho a ser rápido e focado, vou me…

A (in)segurança do emprego e a (im)potência da comunidade

A segurança oferecida por um emprego é uma obra de ficção que resolvemos acreditar. Acredito que o contexto e o mundo hoje nos convida a retomar a crença na potência e na abundância da vida em comunidade. Há 4 anos atrás decidi fazer uma mudança significativa em minha vida: abandonar a carreira em uma excelente empresa, num excelente cargo, com uma excelente equipe, com um excelente salário e excelentes benefícios para me associar a um grupo de empreendedores e não ter mais salário fixo, benefícios ou garantia de trabalho. Ao fazer esse movimento, muitas pessoas vieram me procurar para tentar…

Uma organização adaptativa depende da qualidade das conexões entre as pessoas

O contexto que vivemos hoje, nos convida de maneira veemente e urgente a sermos adaptativos, como pessoas e como organizações. Somos todos sistemas vivos e complexos, como pessoas ou como organizações (ou comunidades, grupos, times). Por isso, qualquer movimento que desejamos fazer para evoluirmos, nos transformarmos ou nos adaptarmos, quer queiramos ou não, acaba acontecendo respeitando os princípios da complexidade e dos sistemas vivos. Vivemos, também, em um contexto explicitamente complexo, incerto, volátil e ambíguo. Quer queiramos ou não, nossas organizações e nossas instituições só sobreviverão caso se tornem sistemas adaptativos, que rápida e continuamente se transformam, aprendem e evoluem.…

A prática essencial para liderar transformações na nova economia

A liderança não é uma competência ou algo que alguém possui, é uma prática ou um processo que acontece na relação entre pessoas em determinado contexto. Se você quiser praticar a liderança e influenciar transformações em seu time, sua organização ou sua comunidade na nova economia que vivemos hoje, você precisa entender essa dinâmica das relações e agir onde verdadeiramente tem influência e pode conseguir resultados. Eu e você já vivemos essa experiência ou a vimos acontecer com alguém muito próximo que admiramos. Uma pessoa é reconhecida como um excelente líder, que realmente consegue mobilizar e engajar um time ou…

Se cada um fizer a sua parte bem feito, o todo provavelmente será medíocre

Para lidar com um desafio muito complicado, dividimos ele em partes e cada um cuida do seu pedaço, depois é só juntar as partes. Essa premissa funciona para a minoria das situações de negócio hoje. Precisamos assumir urgentemente novas premissas. Grande parte dos modelos, metodologias e processos de negócio são construídos sobre premissas e alicerces que vêm do universo das máquinas, do pensamento mecânico. Como se uma empresa fosse uma grande engrenagem, cheia de pequenas engrenagens interconectadas por seus “dentes” e correias e, se cada engrenagem funcionar eficientemente e estiver conectada de maneira azeitada e alinhada, a grande engrenagem funcionará…

O ser humano terá lugar no mundo disruptivo que vem por aí (?)

A inteligência artificial já ocupa e ocupará grande parte do espaço, das atividades produtivas e dos empregos hoje ocupados por nós. E o que sobrará para nós? Quais espaços e oportunidades teremos nesse futuro já presente? O que era ficção científica até há poucos anos atrás agora torna-se um fato. A inteligência artificial, a transformação digital, a exponencialização, deep learning e a robotização já são uma realidade. Máquinas que pensam, aprendem, se transformam com o que aprendem, interagem entre si e com os seres vivos, realizam atividades complexas, ensinam o que aprendem, realizam atividades cognitivas e racionais, entendem de comportamento,…

Em qual ficção faria sentido acreditarmos juntos?

Grande parte da realidade que vivemos hoje como sociedade não é nada mais do que uma obra de ficção que co-criamos, acordamos e decidimos acreditar juntos. Quais delas não fazem mais sentido? Quais novas estamos criando? Quais fariam mais sentido acreditarmos juntos? Leis de trânsito, sistema jurídico, horário comercial, profissões, carreira, sistema educacional, diploma, democracia, constituição federal, contratos, acordos comerciais, dinheiro, propriedade privada ou pública, idioma, indivíduo, direitos e deveres, orçamento, metas, estratégia… lidamos e convivemos todos os dias com essas “coisas” que são tão presentes, tão reais que parecem até uma realidade física e objetiva. Porém, se pararmos para…

A força do erro, uma questão de sobrevivência

Na maior parte do tempo estamos presos à ficção de que nossa vida pode ser uma experiência previsível e planejada. Mas, na prática a experiência é muito diferente, para não dizer completamente oposta. Por isso, acredito que uma das principais ações a se fazer é errar mais: não a fazer o que não é correto, mas a praticar a origem da palavra, que vem do latim errare e significa andar sem rumo, vagar. Nesse lugar, inovamos. A imprevisibilidade da vida Apesar de termos evoluído em nossos modelos estatísticos, de planejamento e previsibilidade, uma coisa ainda continua bem evidente em nossa experiência…

A maior e mais sutil violência nas organizações

Basta passar alguns minutos dentro de uma organização para perceber o vocabulário de guerra, violência, embate e competição que impera nas reuniões, discussões e eventos motivacionais. Mas existe um comportamento mais sutil e mais violento que passa quase desapercebido e impede que as pessoas e organizações exerçam sua potência. “Vamos ser o número 1″, “vamos matar a concorrência”, “o líder precisa dominar sua equipe”, “você tem que ir lá e por o ***** na mesa”, “missão dada, missão cumprida”… frases e expressões como essas são comumente ouvidas nos corredores, salas de reuniões, eventos e convenções ou nos cafés onde uma…