Quando Frederick Laloux estava escrevendo seu livro Reinventando as Organizações em 2013 eu e meu sócio Mauricio Goldstein também estávamos desenvolvendo os nossos, Liderança para uma Nova Economia e Organizações para uma Nova Economia. Chegamos a ter acesso a uma prévia do Reinventando e ficamos surpresos e felizes de ver tantas sinergias de conceitos e também que parte das organizações que ele trazia como referência tínhamos visitado naqueles últimos dois anos de pesquisas e revisões bibliográficas, um caso de sincronicidade.

Movimento Teal

Tenho observado esse fenômeno do desenvolvimento de movimentos/redes/empresas independentes com propósitos, ideias e referências similares nos últimos anos e sempre tive a intuição que um dia todos se conectariam para ter um maior impacto na regeneração de empresas, times e pessoas trabalhando e vivendo uma vida mais integrada ao planeta e sociedade. 

Aqui estamos em 2021 criando e vendo emergir novos tempos depois de quase dois anos de pandemia e parece que chegou a hora de somar bolhas e dar identidade, representatividade e força a um número incrível de pessoas, consultores, colaboradores, iniciadores, fundadores e líderes de organizações pioneiros na jornada de viver o que Laloux descreve como Organizações Teal.  

Mas o que são essas organizações?

Na descrição dos padrões de evolução de consciência que Laloux sintetizou as organizações emergem da visão de mundo e das crenças e valores mais abundantes em cada padrão de consciência durante a história humana. As organizações emergentes foram apelidadas em nomes e cores, desde as impulsivas vermelhas, conformistas âmbares, realizadoras laranjas, pluralistas verdes e evolutivas teal. As organizações teal representam por enquanto o padrão mais avançado de consciência que chegamos até aqui porém não representam o fim da jornada. 

Suas principais características são a autogestão, integralidade e propósito evolutivo, temas cada vez mais presentes na mente e corações de pessoas no mundo do trabalho, principalmente neste momento de profundas crises e transformações. Você encontra mais referências das organizações aqui e aqui.

Como um fractal percebo que o mesmo movimento perseguido pelas pessoas também existe entre esses pioneiros que há mais de 10 anos estudam, criam, divulgam e vivem os princípios teal em organizações e projetos de transformação de empresas, inspirados por uma visão de mundo melhor e também por uma dor do mundo que pede por um sistema econômico e político regenerativo da vida no planeta.

Até que no início deste ano alguns dos pioneiros se uniram para iniciar um movimento teal inclusivo e multifacetado convidando as redes e empresas para comemorarem suas jornadas, compartilhar seus erros, aprendizados e soluções teal encontradas, criar conexões e apoio para os que querem mas não sabem como fazer, para apresentar ferramentas que ajudam na jornada e assim exponencializar esse movimento porque achamos que o tempo chegou! 

Nós da Corall e da Pence.ai nos juntamos ao grupo para co-criar, curar e promover o primeiro Festival Teal Brasil esperando deixar um legado de novos relacionamentos e possibilidades de aceleração da jornada de todos. Frederick Laloux, raramente visto em eventos, irá fechar nosso festival para celebrar o que ajudou a catalisar, há mais de 10 anos, o encontro de muitas pessoas, redes e organizações movidas por sua visão.

Se você conhece ou não o que são organizações teal não é importante, fica aqui nosso convite para que esteja conosco dia 10 de novembro das 9 às 21h, pode ser o dia todo ou somente uma parte, mas junte-se ao movimento de evoluir as organizações para um padrão mais humano, colaborativo, tecnológico, inclusivo, regenerativo da vida e com impacto positivo no planeta! #EuVouFestivalTealBrasil