Transforme seu 2015 através da meditação e pensamento sistêmico

Transforme seu 2015 através da meditação e pensamento sistêmico

Por Alessandra Almeida

* Meditação e pensamento sistêmico

Apesar de sabermos que todo instante é novo e carrega em si o potencial para um recomeço, o réveillon, seja pela tradição ou pela vibração de boa parte do mundo comemorando junto, nos induz ainda mais a refletir sobre as mudanças que queremos nas nossas vidas. Refletimos, desejamos e fazemos planos para o ano. Mas será que realmente estamos fazendo as escolhas certas, as que vão nos fazer mais felizes? Vivemos uma época de hiperestimulação, muita informação, muitas atividades e pouco tempo para estar consigo mesmo e sentir o que a vida nos traz. Neste cenário, nossa capacidade de distinguir o que nos faz bem, fica reduzida.

As escolhas profissionais feitas pela maioria das pessoas são baseadas em uma fórmula mágica de sucesso com 3 itens fundamentais: status, poder e dinheiro. Outros fatores como: fazer o que gosta, ter tempo para se desenvolver, para estar com a família etc parecem ser não apenas incompatíveis com a formula mágica de sucesso, mas inclusive são tidos como obstáculos. Já ouvi diversas vezes pessoas dizendo que quem quer ter sucesso tem que trabalhar 16 horas por dia e que férias de 1 mês é impossível; paradigma que é vivido como realidade por muitos. Muito provavelmente várias pessoas desejaram para 2015 ser promovidas e ganhar mais. E então resta a pergunta: esta escolha vai fazê-las mais felizes?

O filósofo e matemático francês René Descartes, do século XVII, famoso pela frase “Penso logo existo”, também foi um defensor de uma forma de pensamento que ainda hoje prevalece: dividir o problema em partes para resolvê-lo. Isto se aplica a forma como as pessoas pensam suas vidas: trabalho, família, saúde, lazer etc. Este método é muito eficiente em várias situações, mas em problemas complexos, como o que me faz feliz, ele simplesmente não atende. Uma visão sistêmica e integrada, onde percebe-se a conexão de todos os fatores, nos ajuda muito mais a refletir sobre questões profundas e filosóficas do nosso viver.

Mas para podermos fazer este mergulho em nossa alma, precisamos também criar um espaço de calma e tranquilidade em nosso ser tão cansado pelas hiperestimulações do mundo. Como fazer isto? Nesta última década, a ciência está comprovando o que os as culturas orientais já sabem há milênios sobre a importância da meditação. Ela nos ajuda a relaxar, voltar para o nosso centro e criar espaço para o novo. Meditar deveria ser um hábito tão constante na vida das pessoas como comer e tomar banho. Existem muitos métodos que nos ajudam a meditar e, com certeza, existe um que você vai se identificar. Mas para quem quiser começar, pode ser agora mesmo com o método simples que vou descrever e aos poucos ir aprimorando sua prática pessoal.

  • Escolha um local onde possa permanecer alguns minutos em silêncio e sem interrupções; você pode ter um espaço na sua casa e também no seu trabalho. Desligue nestes minutos o celular e avise que vai meditar, o mundo pode sobreviver sem você por alguns minutos…
  • Estabeleça momentos no seu dia para fazer pequenas pausas. Pode ser ao acordar, no meio do dia e antes de dormir. 5 minutos já fazem uma grande diferença. Manter horários específicos te ajudará a criar este gostoso hábito.
  • Sente-se em uma posição que seja confortável para você, pode ser em uma almofada com as pernas cruzadas ou se preferir em uma cadeira com os pés no chão e as costas retas e relaxadas.
  • Feche os olhos e por um instante perceba os estímulos do seu ambiente, a temperatura, os cheiros e sons…
  • Traga agora sua atenção apenas para sua respiração. Não tente modificá-la, deixe a respiração fluir como ela está. Perceba se sua respiração está mais acelerada, lenta, se ocorre mais no tórax ou no abdômen, apenas perceba. Permaneça assim por alguns instantes.
  • Agora procure aprofundar um pouco mais sua respiração, sempre pelo nariz, alongando sua exalação e sentindo que o ar percorre o tórax, o abdômen e quem sabe outras partes do corpo. Aproveite a sensação gostosa que estas respirações conscientes lhe trazem por mais alguns minutos.
  • Aos poucos volte a trazer a consciência para o local em que se encontra e vá abrindo os olhos, mantendo com você este mesmo estado de paz e tranquilidade.

Desejo a todos que 2015 seja um ano de profundas descobertas sobre o seu caminho para uma vida mais plena e feliz!

Alessandra Almeida é sócia e consultora da Corall

Veja o artigo original publicado pelo Blog da EXAME

Posso ajudar?